Sábado, 4 de Dezembro de 2021
 

Sindicato irá protocolar ofício de greve junto a Suzano

Empresa alegou não ter outra proposta após 94% de rejeição em assembleia 

Três Lagoas - Na sexta-feira, 05, o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Papel e Celulose de Três Lagoas recebeu, em sua sede, representantes da empresa Suzano para retomar a negociação de Acordo Coletivo, após 94% dos funcionários rejeitarem a proposta oferecida pela empresa. No entanto, a entidade sindical foi surpreendida, escutando dos executivos que a indústria não teria outra oferta. 

Diante da situação o Sindicato irá protocolar junto a Suzano um ofício com indicativo de greve e na próxima semana poderá exercer o estado de paralisação. “Iremos fazer tudo como manda a legislação, informaremos a empresa e após 48 horas, a qualquer momento, poderemos realizar manifestação e, até mesmo, parar a fábrica de celulose”, explicou o presidente da categoria, Almir Morgão. 

Ainda de acordo com o representante dos trabalhadores, a unidade de Três Lagoas é a única que permanece com a negociação travada. “Eu não entendo essa indiferença com os funcionários do município.

Em São Paulo foi oferecido, por exemplo, a correção da inflação na questão salarial e ganho real em outras cláusulas econômicas. Já aqui, eles querem oferecer o índice inflacionário de forma parcelada e, ainda por cima, mexer no tópico que reza sobre assistência médica. Não vamos aceitar!”. 

Por fim, Almir Morgão salientou que o estado de greve é legítimo e mostra a força que o trabalhador tem. “Financeiramente não temos como medir forças com a maior produtora de celulose do Brasil, mas temos a principal ferramenta de produção, o braço.

Portanto, usaremos, dentro da lei e, principalmente, com reponsabilidade esse benefício a nosso favor. Convoco a categoria para estar unida e pronta para mais uma batalha”.