Domingo, 25 fev 2024
 
Facebook

Expectativa otimista por um turismo interno mais forte

(Foto: Agência Brasil)

Estado - A reunião do Conselho de Turismo do Estado de São Paulo - Conturesp de terça-feira (10), ainda online, foi marcada pela certeza de que a atividade turística está sendo retomada com todo cuidado que o atual cenário exige.

“Temos certeza que o turismo interno vai ficar mais forte com investimentos, promoções, com as Rotas Cênicas, gastronômicas, Programa de Crédito, entre tantas outras ações que estamos empreendendo”, enfatizou o secretário de Turismo do Estado de São Paulo, Vinicius Lummertz, na abertura deste encontro.

Até mesmo o nome da Pasta paulista poderá ser alterado, passando a se chamar Secretaria de Turismo e Viagens do Estado de São Paulo. “Reforça o que somos”, disse Lummertz. Na oportunidade, a profissional responsável pelo marketing da Setur, Fernanda Chiavone, mostrou os bons resultados de um evento, recente, que aconteceu na Capital, o Expo Fórum Visit SP com 250 produtos paulistas ofertados, como pacotes turísticos e atrativos, além da participação de 67 municípios.

Contou com a presença de autoridades e profissionais de diversos setores, para debater o futuro do turismo no estado de São Paulo. Segundo Fernanda, foram contabilizados cinco mil visitantes online e 300 presenciais, também com plenárias sobre empreendedorismo, protocolos de segurança e o turismo das operações de investimentos.

Em seguida o conselheiro Fábio Barbosa, mais conhecido como Fábio Fumaça, apresentou algumas diretrizes sobre o Trem Republicano, nova atração turística que começará a funcionar em dezembro para reviver a época do nascimento da República. As viagens ligarão os municípios de Salto e Itu, com 11 roteiros pela região.

Outros temas da reunião do Conturesp: a manutenção do GP do Brasil de F1 na capital paulista em 2021, e uma minuta da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo – ARTESP, que dispõe sobre o serviço intermunicipal de transporte coletivo de passageiros sob os regimes de fretamento eventual e contínuo.