Sexta-feira, 12 jul 2024
 
Facebook

Espetáculo Artesania Musical

*João Lejambre

Ilha Solteira - Artesania Musical é um projeto artístico musical permeado por citações poéticas, declamações, causos e canções cujos temas centrais são os saberes do povo – rural, urbano, campeiro, caipira e originário de nosso país sul-americano.

Neste show João Lejambre é acompanhado por músicos de percussão, bandolim, violino e violoncelo, além das violas caipiras e demais instrumentos e expõe e compartilha seu método criativo, desde a concepção dos instrumentos e das músicas – gestados simultaneamente com a matéria prima do cotidiano – até o momento dos shows, auge da partilha de todos os frutos.

As obras musicais presentes neste projeto refletem o aspecto continental de nosso país e cosmopolita do povo que somos. A contemplação, contestação e descontração das canções originais carregadas de lirismo filosófico são embaladas por ritmos como: samba rural, pagode caipira, arrasta-pé, toada, balada, polca, chamamé, xote, guarânia, rock e ritmos não catalogados ou indefinidos, que nascem livremente com as violas, violões e rabecas construídas pelo artista que se guia pela liberdade e vontade criativa no ofício da luthieria e das composições musicais.

*Um pouco sobre o artista João Lejambre:

Compositor, luthier, poeta, músico, ator e intérprete de canções que apontam para um novo mundo possível.

Autodidata em grande parte das funções que exerce.

Brasileiro da região centro-sul paranaense, reside em Limeira - SP, onde subsiste como trabalhador na construção civil.

Com estilo próprio, cria e recria instrumentos e canções que remetem às memórias de um Brasil profundo.

Há mais de duas décadas escreve poesias, compõe canções e se apresenta em festivais de músicas e espaços alternativos de cultura, onde já recebeu algumas premiações.

Protagonizou documentários, peça de teatro e programas de entrevistas na TV, em reconhecimento de seu talento.

João Lejambre constrói seus próprios instrumentos com intenção filosófica em madeira de lei nacional, preferindo madeira de demolição e materiais descartados, dando aspecto escultural em seus instrumentos ricos em peculiaridades sonoras.

Alguns exemplos:

Com a Enxada que planou o terreno onde ele mesmo construiu sua casa, fez uma Viola da Gamba;

Com uma Pá - ferramenta ordinária do seu dia a dia - fez uma viola caipira;

Com cascas de diversas palmeiras, como buritizeiro e imperial, fez várias violas;

Com nove apitos (sons de pássaros) reunidos em um só instrumento, fez uma Harmônica de Pássaros;

Construiu num só corpo de madeira de cedro rosa, duas violas – Viola Siamesa – em homenagem à justiça e à liberdade.

João Lejambre abre janelas e reinventa quintais em uma viagem musical e filosófica pelas raízes afro, ibérica e indígena que compõem o povo que somos, de modo que o horizonte se distrai e quase permite ser tocado pelas mãos da criança interior.

21 de outubro às 20:30 horas na Casa de Cultura Rachel Dossi, com um projeto contemplado pelo ProAc de 2021.