Segunda-Feira, 15 de Agosto de 2022
 

Saúde amplia ações contra a Dengue em Andradina

Andradina - O Governo de Andradina, por meio da Secretaria da Saúde está ampliando as ações e estratégias para o monitoramento e o enfrentamento das arboviroses, que são as doenças transmitidas pela fêmea adulta do mosquito Aedes aegypti, como dengue.

“Nossos agentes de saúde são as pessoas que estão nas ruas todos os dias a fim de obtermos resultados com rapidez”, afirmou o secretário de Saúde Dr João Leme.

As ações de enfrentamento ao mosquito acontecem todos os dia, pois eliminar o inseto é a melhor forma de combater as doenças que ele transmite. Leme destaca a importância da participação de cada cidadão no combate ao Aedes. O poder público sozinho não consegue alcançar cada casa, logradouro, espaço onde o mosquito pode se reproduzir. “É preciso despertar a consciência do cidadão nessa luta pela saúde de todos”, diz.
  
Ações

A Secretaria de Saúde realizou já realizou uma série de ações no combate ao Aedes frentes aos números da doença em 2.022.

O número de casos de arboviroses é acompanhado rotineiramente. Em 2022 houve 1372 casos notificados, sendo 1006 casos confirmados 1006 e 311 casos descartados. Não há nenhuma pessoa internada até o momento e não foram registrados óbitos.

Já foram realizadas Aplicações de Inseticida (Fumacê) nos bairros Pereira Jordão; Antônio Pegoraro; Jardim das Águas; Jardim Pedrina; Parque Morumbi; Vila Sanches;São João; Bom Jesus; Antena; região Central abaixo da Linha Férrea; Jardim Alvorada; Vila Passarelli e aplicações parciais no Jardim Europa, Otávio Minholi; São Lourenço e Próvido Bernardoni.

Nesta semana Agentes da Unidade de Vigilância de Endemias estão realizando vistorias em imóveis Especiais Creches, Apae e Asilo. As vistorias seguidas de pesquisa larvária tratamento Peri Focal (aplicação de Inseticida residual) em ferros velhos.

Os Agentes de Saúde e Agentes de Controle de Endemias que estão inseridos nas Estratégias de saúde da Família estão visitando, imóveis residenciais, comerciais e obras nos bairros. A estratégia é realizar o controle de criadouros e atingir o número de imóveis ideal e voltar a aplicação de inseticida (fumacê).