Sábado, 4 de Dezembro de 2021
 

Professores e pais se reúnem no CIEC para falar sobre Educação Inclusiva

Palestrantes convidados dirigiram principais discussões sobre métodos de trabalhar o Autismo nas escolas e Secretaria de Educação inaugura junto com Paulo Boaventura a primeira Sala Multissensorial do município

Castilho - Cerca de 70 professores da rede municipal de ensino, dirigentes das unidades escolares e pais, estão reunidos no Anfiteatro do CIEC na tarde desta sexta-feira, 19, para tratar sobre um assunto de extrema importância para toda a sociedade: a Educação Inclusiva.

Para conduzir os trabalhos que tiveram início ao som do violinista Lucas Melo às 13h e terminarão somente às 18h, a secretária municipal de Educação, Silvânia Cintra, convidou a professora Izabel Gimenez a interagir como mediadora em uma roda de conversa sobre o tema: “Como trabalhar o Autismo em sala de aula”.

Com vasto conhecimento na área de Educação, a mestra Izabel conduziu os presentes em um diálogo bastante produtivo, com a troca de conhecimentos que ela adquiriu ao longo de sua jornada como especialista neste tema específico.

Parte desta experiência também inclui técnicas como Dinâmicas de Grupo. Já na etapa complementar, a professora dra. Lia Raquel Pereira de Souza aprofundou-se na transmissão de conhecimentos sobre os desafios e conquistas na Alfabetização para o Autista.

Sala Multissensorial

A mais recente conquista castilhense na área da Educação Inclusiva é a inauguração da nova Sala Multissensorial, especialmente montada na Secretaria de Educação. O novo espaço é utilizado por uma equipe multiprofissional dedicada a trabalhar a educação infantil destas crianças especiais. Em reconhecimento por esta evolução na Educação Municipal, o próprio prefeito Paulo Boaventura fez questão de comparecer ao evento e à inauguração da Sala.

“Infelizmente, não existem receitas prontas para trabalhar o autismo e qualquer outra necessidade especial dos nossos alunos dentro da rede de ensino. Mas graças a Deus, temos profissionais da Educação e Saúde que se dedicam com muito amor à missão de transformar e criar mecanismos de inclusão destas crianças nas nossas escolas.

Esta primeira sala multissensorial é um exemplo disso. Para criá-la, um conjunto de profissionais formado por professores, terapeuta ocupacional, fonoaudióloga, psicóloga e psicopedagoga trabalharam juntas e a partir de agora poderão contar com estes recursos para ampliar ainda mais o atendimento ofertado pela nossa Secretaria de Educação a estas crianças. Castilho está extremamente grata pelo empenho de cada um destes profissionais”, afirmou o prefeito Paulo Boaventura.

Responsável pela área de Educação Inclusiva no município, a professora Ivone Souza está bastante otimista e realizada pelo objetivo alcançado:

“A sala multissensorial é um objetivo antigo, sendo alcançado hoje. Como professora da rede há 23 anos, me sinto orgulhosa e feliz por essa conquista e sei que nossos alunos, que são nosso bem maior, serão atendidos com a dignidade que lhes é de direito”, comemorou Ivone. “É um grande passo e que certamente será aprimorado ao longo dos anos”, finalizou. MAIS FOTOS.