Domingo, 5 de Dezembro de 2021
 

Câmara de Murutinga acompanha Tribunal e rejeita contas do ex-prefeito Gilson Pimentel

Por 5 votos a 4, os vereadores de Murutinga do Sul reprovaram as contas de 2017 e 2018 do ex-prefeito Gilson Pimentel

Murutinga do Sul - A decisão da Câmara acompanha o parecer desfavorável já apontado pelo Tribunal de Contas. Entre as inúmeras irregularidades observadas pelo TCE estão pagamentos indevidos e gastos acima dos 54% com folha salarial dos servidores.

A sessão que reprovou as contas de Gilson Pimentel durou cerca de uma hora. Após leitura do relatório do Tribunal de Contas, o presidente da Casa de Leis, Adeildo de Oliveira (kikão) colocou o caso em julgamento. Primeiramente foram votadas as contas de 2017 e em seguida as de 2018.

Os cinco vereadores que respeitaram o parecer do TCE e votaram pela reprovação das contas foram Felype de Carvalho, Maria Ribeiro, Maurício Donizete, Vanderlei Ferreira e o próprio presidente da Câmara, Kikão.

Os outros quatro vereadores que votaram contrários ao Tribunal de Contas foram Adriano Nunes, o Maninho, João Luiz Paschoaletto, Anuxa Sales e José Ferreira, o Zezinho.  

De todos os vereadores, apenas dois usaram a Tribuna para justificar os votos. Felype e Vanderlei. Por representar a classe mais jovem da cidade, Felype disse que votou consciente e que esse foi seu principal compromisso de campanha: Agir de forma prudente e pelo bem de Murutinga do Sul.

Vanderlei, que também acompanhou o Tribunal de Contas, lamentou os absurdos cometidos pelo ex-prefeito e disse ter votado de forma tranquila pela reprovação das contas, pois jamais se venderia para votar contra o Tribunal.  

Foto: Souza Souza.