Quinta-Feira, 13 de Maio de 2021
 

Projeto Campeões da Vida vai incluir modalidades de artes marciais no município

Andradina - O secretário de Esportes, Cultura, Lazer e Juventude André Ricardo Lopes, esteve em reunião com o prefeito Mário Celso Lopes para apresentar o projeto “Campeões da Vida” que pretende atender 300 jovens com a prática de artes marciais.

Um ofício do prefeito e do secretário à titular da Secretaria Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social, a nadadora Fabíola Pulga Molina, está pedindo a inclusão de Andradina no Programa Segundo Tempo - Modalidade Lutas.

Também participaram da reunião o Diretor de Cultura, Renan Soares, o Diretor de Esporte, Fabrício Domingos e o chefe da Divisão de Esportes/Modalidades, Rogério Casonato, além Secretário da Fazenda, Planejamento, Gestão Fiscal, Controladoria e Transparência, Norival Nunes, do vereador Lucas Furlan Lopes e o Secretário de Governo, Assuntos Parlamentares e Institucionais, Ernesto Júnior.

“O desafio maior de nossa equipe de colaboradores tem sido a busca de desenvolver atividades que atendar o desenvolvimento das ´pessoas, principalmente jovens, através do esporte e da cultura. São programas como este que são capazes de mudar a realidade das jovens e assim mudar vidas”, disse André Ricardo.

Segundo Casonato, a estruturação desta proposta atende aos princípios básicos do “Esporte Educacional” que são o da participação, inclusão e a descoberta de talentos do esporte, nas modalidades de artes marciais como o Caratê, o Jiu Jitsu e o Judô.

“A expectativa é de que as experiências e vivências dessas modalidades vão ´proporcionar experiências dos alunos que treinarão no período contrário a de suas aulas na rede municipal de Ensino”, explicou.

Segundo Tempo

O Programa Segundo Tempo está vinculado à Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania, que é responsável pela formulação e implementação de programas esportivos, educacionais, de lazer e de inclusão social, em parceria com estados, municípios e o Distrito Federal.

As ações são voltadas para crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos, além de pessoas com deficiência, sempre com o foco no exercício de uma cidadania ativa, com ênfase na população de regiões com alta vulnerabilidade social. A pasta também atua no incentivo a eventos e competições escolares e de participação.