Quarta-Feira, 30 de Setembro de 2020
 

Em homenagem às vítimas de Covid-19, maior vela da América Latina é acesa

Símbolo ecumênico levará luz em homenagens às vítimas do Brasil e do mundo todos os dias às 17h30

Criada para servir de memorial em homenagem às vítimas de Covid-19 no mundo, a Vela da Fé acaba de ser inaugurada em São José (SC) no Cemitério e Crematório Vaticano. Com 18 metros de altura, a vela é a maior da América Latina - título homologado pela a empresa RankingBrasil, que registra recordes nacionais.

Segundo Mylena Cooper, diretora do Cemitério e Crematório Vaticano, o objetivo é preservar a memória e trajetórias interrompidas pela doença. “Com a impossibilidade de poder velar os corpos dos entes queridos, a proposta é ajudar as famílias no processo do luto em um eterno velário e velório. A vela, símbolo ecumênico, promete acender, todos os dias, luz em homenagens às vítimas de todo o mundo”, afirma.

O monumento, feito em tijolo de vidro, tem iluminação variada para trazer um pouco de leveza e paz para este momento que o mundo passa. A estrutura conta também com som ambiente para tornar o momento de oração mais tranquilo, além de um velário que tem como objetivo essencial despertar a fé e oração dos visitantes.

O projeto arquitetônico foi inspirado na simbologia do ato de acender velas como uma forma de enviar nossa intenção para o plano espiritual, tão importante neste momento. “Uma placa cita o texto bíblico do profeta Jeremias: “Fossem meus olhos uma fonte de lágrimas sem fim e eu choraria noite e dia a memória dos mortos do meu povo”, afirma Mylena Cooper.

A construção também foi pensada para ser ecologicamente correta, por isso, o velário é preparado para fazer a coleta dos resíduos das velas convencionais. Abaixo das velas existe uma tela metálica que separa a parafina que eventualmente cai da área de acendimento de velas. Além disso, o espaço foi projetado para o uso de velas eletrônicas.

“É tradição entre os brasileiros acender velas em cemitérios em homenagens aos seus entes ou para agradecer por graças recebidas. Por isso, o velário tem como objetivo essencial despertar a fé e oração dos visitantes. Para maior conforto, o local terá espaço com bancos, oratório e painel memorial”, destaca a diretora. “Pelo menos no Brasil, ao que se sabe, esta é a primeira estrutura física pensada em manter a memória dessas pessoas vivas. A vela é um símbolo ecumênico no mundo inteiro, por isso essa homenagem é um alento em meio a tanta tristeza que estamos vivendo”, finaliza Mylena.

Cemitério Vaticano – São José/SC;
Endereço: Rua Antônio Jovita Duarte, nº 9.203;
Bairro Forquilhas, São José.