Sexta-Feira, 22 de Janeiro de 2021
 

Chocolate com Pimenta - Márcia Canevari

Marquinhos do Debate

Recebi a visita do pré-candidato a prefeito jornalista Marco Aurélio, o Marquinhos do Debate. O aspirante ao cargo deixou a seguinte frase: “Quem não quiser votar no Jamil Ono e nem no Mário Celso, eu serei uma opção diferente, sem dinheiro para campanha, mas com muito amor e vontade de trabalhar por Andradina”.

Mário Celso Linconhn Lopes

Até poucos dias atrás eu podia jurar que Mário Celso (PSDB) não seria candidato, mas após uma conversa com uma pessoa próxima a ele, me parece que sai a prefeito sim. Se acaso for candidato, tomara que não cometa os mesmos erros do passado, quando se deixou rodear por algumas pessoas sem caráter.

Jamil Ono

Nos bastidores da prefeitura, parece que a decisão de lançar Jamil Ono (Patriota) ao terceiro mandato já está tomada. Ono hoje é o candidato mais preparado politicamente para voltar a ser o chefe do Executivo, pois se vão 24 anos na vida pública, com muita história pra contar.

Ademais

Outros nomes que pretendem concorrer às eleições, já informaram que, se Mário Celso for de fato candidato, irão apoiá-lo e desistir da própria candidatura. Inclusive, o vice de Mário Celso seria Pedrinho Bentivoglio ou Marcelo Mariano. Os demais sairiam a vereador, dentre eles Fernando Magno e Mauricio Carneiro.

Por enquanto

Tudo não passa de especulação, pois até o momento, com exceção ao Marquinhos do Debate, nenhum deles confirmou a pré-candidatura.

Covid-19 no mundo:

Estados Unidos (300 milhões de habitantes) 800 mil casos - CHINA (1 bilhão e 300 milhões de habitantes) 82.758 casos (10% dos EUA); Estados Unidos 42.897 mortes; CHINA - 4.632 mortes (10% dos EUA).

O mundo de olho na China

De duas uma, ou esse vírus foi direcionado para os EUA e países ricos da Europa como (Espanha 200 mil casos, 21 mil mortes; Itália 181 mil casos com 24.114 mortes; Alemanha 147 mil casos, 4.862 mortes; Reino Unido 125 mil casos com 16.509 mortos e França 115 mil casos com 20.265 mortes), ou a China mente os números e já tinha o antídoto pronto?

No Brasil

Até o momento são 40.581 casos confirmados com 2.575 mortes. Será que num país com 1,3 bilhão de pessoas, onde nasceu o Covid-19,com regime comunista está dizendo a verdade? Será que o mundo todo terá que pedir desculpas a Eduardo Bolsonaro?

OPINIÃO: Alexandre Portugal

De tudo que o Roberto Jefferson falou e ele até hoje nunca denunciou nada falso, ao contrario foi o primeiro a denunciar quem era o PT, Lula , Dirceu e etc. O Mais Repugnante para mim é o FHC, esse velho canalha e sórdido que aos 88 anos ainda está conspirando contra o Brasil, esse canalha quer continuar a saquear o Brasil, insiste que o país não dê certo, nada faz com que esse FDP que fala vários idiomas, come com todos os talheres, reconhece todos os grandes vinhos, cita os grandes pensadores da humanidade, eu pergunto para que tanto salamaleque por fora, se é incapaz de se compadecer por essa Nação nem no final da vida? Os crápulas não mudam ao contrário, se tornam cada vez mais velhacos e impiedosos.

Geise Tézon Leal

Quando fiz o curso de Letras na matéria de Sociologia a maioria dos livros era desse indivíduo (Fernando Henrique Cardoso). Lembro-me que eu começava a ler e não conseguia continuar e recomeçava, recomeçava e recomeçava..... Hoje compreendo que não é que eu não conseguia entender, meu cérebro tem algo automático (que agradeço a Deus esse dom) de não absorver aquilo que não me convém e que eu não quero pra mim. A última vez que votei foi em 1998 e foi para esse canalha. Meu repúdio é tão grande que nunca mais votei e não voto até ter a certeza de que estarei fazendo o certo!

Hermes Gonçalves Dantas

Se você pesquisar e revirar a fundo a história desse safado (FHC), vai ver o quanto, desde sua juventude, é envolvido com ideais pífios e libertinos mascarados em socialismo liberal. Deturpou a política, vida social, desse país, roubou a possibilidade de um futuro próspero e livre dessa realidade democracia corrupta que vivemos, junto com seus colegas militantes. Estudou, infiltrou nos caminhos educacionais e ajudou a envenenar mais esse sistema.

Governou e passou o bastão para os comparsas que muitos achavam ser oposição, mas vejam a alegria dele ao passar a faixa pro mesmo sistema, um "verdadeiro teatro das tesouras" (assista o Teatro das Tesouras do Brasil Paralelo no Youtube). Nunca me enganou esse cidadão corrupto. Ele é um dos maiores cabeças desse sistema corrupto que parte do povo está conhecendo melhor hoje, até mais que "Lula" ao qual ele é amigo e aliado desde a juventude. Não sei como enganou tanta gente até hoje...

Advogados interpelam judicialmente Felipe Santa Cruz sobre a suposta “encomenda de pedido de impeachment contra Bolsonaro”

A informação que circula nos bastidores políticos de Brasília de que o Deputado Federal Rodrigo Maia (DEM), Presidente da Câmara dos Deputados, eleito pelo Rio de Janeiro com 74.232 de votos teria supostamente encomendado do advogado petista Felipe Santa Cruz, eleito Presidente do Conselho Federal da OAB em chapa única com o voto de 80 conselheiros federais sobre a elaboração de um pedido de impeachment e que o mesmo já estaria pronto e na gaveta para ser manejado contra o Presidente do Brasil Jair Messias Bolsonaro, eleito com 57.797.847 de votos de brasileiros na última eleição Presidencial de 2018, caiu como uma bomba no cenário nacional, na medida em que, a revelação, trouxe à tona, uma possível conspiração atentatório ao Estado Democrático e de Direito, contra o Chefe do Poder Executivo Federal.

Diante das notícias veiculadas

Em vários portais de notícias do Brasil e redes sociais, um grupo de advogados de vários Estados, resolveram, protocolar interpelação judicial para que o Presidente da OAB Nacional responda em juízo acerca da suposta encomenda para elaboração de pedido de impeachment do Presidente Bolsonaro a mando do Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, o que mais uma vez, poderá reforçar que Santa Cruz usa da sua condição de Presidente do Conselho Federal com desvio de finalidade, abuso de poder e autoridade e notadamente para fins político partidário.

A notícia da suposta encomenda

Do Chefe do Poder Legislativo Federal, Rodrigo Maia (DEM) ao Presidente do Conselho Federal da OAB Nacional, Felipe Santa Cruz ( ex filiado ao Partido dos Trabalhadores) para elaboração do pedido de impeachment começou a ser divulgada amplamente em contas de twitter de vários ativistas políticos, entre eles, Leandro Ruschel e Guillermo Piacesi e culminou na noite do dia 19/04/2020 com uma entrevista bombástica de Roberto Jefferson ao jornalista investigativo – Repórter Especial do Jornal Agora Paraná Oswaldo Eustáquio ao seu canal de notícias no You Tube onde a trama conspiratória para afastar Jair Bolsonaro da Presidência da República foi desmascarada.

A interpelação judicial

Proposta pelos advogados tem por objetivo, oportunizar ao Presidente da OAB Nacional o direito de prestar os devidos esclarecimentos dos fatos ali narrados para sociedade brasileira e advocacia nacional, inclusive, sobre a ADPF 672, onde defendeu os decretos inconstitucionais dos Governadores de Estados e Prefeitos de Municípios, que com aval do STF, terão absoluto poder para controlar a vida das pessoas impondo medidas de isolamento e quarentena em desacordo com a Constituição Federal do Brasil de 1988.

20ª Vara Federal Cível aguarda pronunciamento do juiz

Um grupo de 102 advogados de 19 estados e o Distrito Federal, que representa mais de 7 mil advogados e advogadas, impetrou um Mandado de Segurança para afastar o presidente do Conselho Federal da OAB, Felipe Santa Cruz, do cargo que ocupa desde fevereiro de 2019, por desvio de finalidade e abuso de autoridade, após Felipe Santa Cruz ter impetrado uma ADPF (31/03) no Supremo Tribunal Federal, que resultou em medida liminar concedida pelo ministro Alexandre de Moraes (08/04) para impedir o presidente Jair Bolsonaro de interferir nos decretos de governadores e prefeitos acerca da pandemia de COVID-19.

Os sete mil advogados e advogadas

Alegam em sua petição que houve ofensa ao Estatuto da OAB e Código de Ética, que provocaram prejuízos incalculáveis à advocacia, pois houve desvio de finalidade da instituição e abuso de autoridade do presidente Felipe Santa Cruz.

Segundo informa o grupo de advogados

O presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, na ADPF, argumentou existirem “ações e omissões do Poder Público Federal, especialmente da Presidência da República e do Ministério da Economia, no âmbito da condução de políticas públicas emergenciais nas áreas da saúde e da economia em face da crise ocasionada pela pandemia do novo coronavírus (COVID-19)”.

Na peça inicial

Os advogados informaram que, em diversas passagens, ficou nítida a pessoalidade da ação impetrada no STF, pois Felipe Santa Cruz, disse, como advogado e presidente da OAB, que “particularmente, o Presidente da República tem se tornado um agente agravador da crise, que agudiza seus efeitos, ou invés de minorá-los.”, e mais, afirmando que “é necessária a imposição de limites e de controles mais rigorosos sobre a atuação do Presidente da República, para impedi-lo de usar a margem de discricionariedade que lhe cabe em detrimento da população por meio de ações flagrantemente nocivas aos direitos que deveriam ser priorizados em uma situação de calamidade”.

Não satisfeito

O mandatário da OAB requereu a “Intervenção” do STF no Poder Executivo, especificamente aos atos do Presidente da República, que segundo ele, “demandam, por isso, a intervenção corretiva desse egrégio Supremo Tribunal.”, em clara ofensa à Constituição Federal, incitando, segundo o grupo, desrespeito à independência dos poderes (Art. 2º).

Os subscritores do mandado de segurança

Afirmam ainda que Felipe Santa Cruz está usando a instituição para fins pessoais e político-partidários, “um militante convicto de esquerda”, e que “utiliza o cargo para desviar a finalidade da Ordem dos Advogados do Brasil, conforme o seu Estatuto e Código de Ética, por isso, não merece estar à frente da instituição. Ele não representa a advocacia, e por isso, não pode fazer o que bem entende em nome dela”, disse um dos advogados do grupo, Dr. Mauricio dos Santos Pereira.

Bolsonaro tem grande vitória por 7 a 3 no STF

Por 7 votos a 3, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que a validade dos acordos individuais entre empresas e empregados para redução de jornada e salários não depende do aval de sindicatos.

Decisão

Com a decisão, a Corte derrubou a liminar do ministro Ricardo Lewandowski, proferida no dia 6 de abril, para garantir que os sindicatos não fossem excluídos das negociações individuais e precisariam ser comunicados em até dez dias para analisarem os acordos.

Manutenção do texto

Luís Roberto Barroso também votou pela manutenção do texto da MP por entender que é desejável que os acordos individuais sejam intermediados pelos sindicatos, mas diante do impacto da pandemia na economia, as entidades não terão agilidade para evitar as demissões.

Desestruturado

“Não há uma estrutura sindical no Brasil capaz de atender as demandas de urgência e de redução de jornada e suspensão de contratos de trabalho. Se se der esse protagonismo aos sindicatos, as empresas vão optar pelo caminho mais fácil, que é o da demissão”, afirmou.

Os demais ministros

Os ministros Luiz Fux, Cármen Lucia, Marco Aurélio, Gilmar Mendes e Dias Toffoli também votaram no mesmo sentido. Além de Lewandowski, os ministros Edson Fachin e Rosa Weber também ficaram vencidos por defenderem a participação dos sindicatos.

Contornando a crise

Segundo o Ministério da Economia, cerca de 2,5 milhão de acordos individuais entre empresas e empregados para redução de jornada e salários já foram registrados após a edição da MP.

Governador de MG Romeu Zema

Nesse 21 de abril faz-se necessária uma reflexão sobre a federação. Se houvesse uma divisão tributária mais justa e se já tivéssemos feito, no passado, as reformas estruturais, teríamos certa tranquilidade financeira para momentos de crise como o que passamos.

Feriado de Tiradentes

Minas Gerais tem um dos melhores desempenhos no combate ao coronavírus do país. Temos apenas 3% dos leitos de UTI ocupados com a Covid-19. Além disso, temos a 5ª menor taxa de óbitos por 100 mil habitantes entre todos os estados. Os dados mostram que estamos tomando as medidas corretas, disse Zema.

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ)

Comunicou que abriu uma investigação para apurar se houve superfaturamento na compra de 50 respiradores pulmonares pela Secretaria estadual de Saúde. Uma força-tarefa criada pelo MP vai checar se houve improbidade administrativa na contratação emergencial pela pasta, por R$ 9,9 milhões, da empresa 2A2 Comércio Serviços e Representações LTDA.

De acordo com o órgão

O estado pagou antecipadamente pelos equipamentos, a um custo de R$ 198 mil cada. O valor, segundo o MP, é mais do que o dobro do preço observado no mercado brasileiro. Por isso, investigadores acreditam que houve eventual superfaturamento de ao menos R$ 4,9 milhões.

No inquérito

O MPRJ aponta que houve liberação antecipada de parte dos recursos para a empresa contratada, apesar dos preços elevados e da falta de expertise da empresa selecionada na compra e venda de materiais hospitalares. Isso porque, de acordo com o próprio contrato, a A2A Comércio é especializada em equipamentos de informática.

Também são investigadas

Notícias de que o modelo previsto pela contratada para a compra pela Secretaria de Saúde é vendido por 3 mil dólares no exterior, não sendo o mais adequado, segundo as especificações técnicas, para o uso em pacientes críticos vítimas de Covid-19.

Em nota

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) informou que "o secretário Edmar Santos anunciou o afastamento (publicado no Diário Oficial) temporário do subsecretário-Executivo de Saúde, Gabriell Neves".

De acordo com a pasta

A medida "tem o objetivo de assegurar que os processos de auditoria externa possam ocorrer sem qualquer tipo de suspeição ou interferência". Além disso, "foi aberta auditoria permanente para acompanhar todos os contratos realizados pela pasta durante o período de estado de emergência".

Em Andradina

Até o fechamento desta edição, dois casos foram confirmados do Covid-19, sem nenhum óbito registrado. A luta continua, mas como todos sabem, sou favorável ao isolamento vertical, pois todos sabem que a miséria mata mais do qualquer vírus.

Bom dia, leitor!