Sábado, 25 de Junho de 2022
 

SASC comemora sucesso do 1° Fórum de Combate a violência contra a criança e ao adolescente

Quase cem pessoas participaram do Fórum. Secretária destaca o tema, e a importância sobre a ótica castilhense. Mais ações devem complementar o Maio Laranja

Castilho - A Secretaria de Assistência Social e Cidadania (SASC) realizou na manhã de terça-feira, dia 03 de maio, o 1° Fórum de Combate ao Abuso Infantil de Castilho.

O evento teve como principal objetivo a discussão da temática (do abuso e da violência), dentro do Maio Laranja, para servir de alerta à sociedade civil, aos Governos, ao poder judiciário e as entidades religiosas.

Quase cem pessoas participaram do evento, que aconteceu no Centro Integrado de Educação e Cultura (CIEC), e contou com a presença dos palestrantes Robson Alves Ribeiro, promotor, pelo Padre Paulinho, da Paróquia São José de Castilho, e pela advogada Alana Duarte Santos Boaventura.

Por conta de um compromisso em outra cidade, o prefeito Paulo Boaventura não pôde participar do Fórum. A primeira dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Edileuza Boaventura, esteve presente e destacou a importância do debate e do tema.

 "Entendemos que, quanto mais se discute algo, mais movimentos acabamos encontrando para solucionar o problema. A ideia do Fórum vem ao encontro das ações acolhedoras que esta Administração tem, e por isso, foi este sucesso", destaca ela.

“É importante debater este tema, pelo simples fato de que nossas crianças e adolescentes são os nossos tesourinhos e, no amanhã, serão eles que ocuparão os espaços na sociedade, constituirão famílias; essa bandeira cabe a toda sociedade, pois somos também os guardiões de direitos dessas criança”, destaca a Secretaria da SASC, Raquel Gregolin.

Segundo a responsável pela Pasta, infelizmente há casos na cidade, e por isso se faz ainda mais importante o olhar e a discussão sobre essa problemática.

 “O Fórum foi além das nossas expectativas; os três palestrantes usaram suas práticas, e falaram do assunto em unidade, nos levando a refletir sobre o nosso dever em proteger, amar e usar a justiça a favor dos pequenos”, ressalta Gregolin.

Esta foi a primeira edição do Fórum, mas ações relacionadas ao tema, serão constantes durante todo o mês de maio.

A secretária finaliza dizendo que “a ideia é fazer com que este fórum seja um espaço democrático constante no calendário da cidade, pois muitas estratégias podem ser criadas no combate ao abuso e a violência contra crianças e adolescentes”.