Segunda-Feira, 27 de Setembro de 2021
 

Gestantes que tomaram 1ª dose da AstraZeneca devem receber Pfizer, diz Saúde

Recomendação do Ministério da Saúde de mudança de imunizante na segunda dose vale apenas para este grupo em específico

O Ministério da Saúde anunciou, na segunda-feira (26), que gestantes e puérperas que receberam a primeira dose da vacina da AstraZeneca contra a Covid-19 poderão tomar a segunda dose de outro tipo de imunizante para completar o ciclo vacinal, de preferência a vacina da Pfizer.

A pasta trata esse grupo e essa recomendação específica como excepcionais. Nos demais casos, a aplicação de doses diferentes em uma pessoa, chamada tecnicamente de intercambialidade, é avaliada como um erro de vacinação. 

A nova recomendação muda o que havia sido preconizado até então, quando mulheres deste grupo tinham que esperar o fim do puerpério para tomar a segunda dose. A nova diretriz foi dada após a morte de uma gestante no Rio de Janeiro, cujo falecimento está sendo investigado e uma das possibilidades é de haver relação com o fato de ter recebido a primeira dose da vacina AstraZeneca.

Grávidas e puérperas que ainda não se vacinaram devem receber a aplicação de doses sem o vetor viral, como CoronaVac ou Pfizer.

Foto: Walterson Rosa/MS.