Sábado, 31 de Julho de 2021
 

Servidores da Fundação CASA devem manter 70% do efetivo durante o período de greve

Estado - Atendendo à determinação do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT-2), os servidores da Fundação CASA devem manter 70% de seu quadro funcional em atividade durante a paralisação, deflagrada pelos trabalhadores na quarta-feira (16/06). Oficiais de Justiça do TRT farão vistoria nos centros socioeducativos para conferir o cumprimento da liminar.

Responsável pela execução das medidas socioeducativas no Estado de São Paulo, a Instituição presta um serviço classificado como de caráter essencial e não pode ter seu funcionamento interrompido.

A determinação do TRT é que os agentes de apoio socioeducativo, agentes educacionais, assistentes sociais, enfermeiros, auxiliares de enfermagem, pedagogos, psicólogos, profissionais de educação física e agentes de apoio operacional devem continuar em atividade, no percentual mínimo de 70%

O julgamento do dissídio coletivo está marcado a próxima quarta-feira (23/06) ocasião em que os pleitos serão analisados pela Justiça do Trabalho.