Domingo, 31 de Maio de 2020
 

Prefeita Fátima dará suporte financeiro e formação à Brigadistas

Castilho – Servidores públicos municipais que desenvolvem atividades voluntárias terão tratamento diferenciado. A Prefeita Fátima Nascimento criou projeto de lei em prol da Brigada de Combate a Incêndios. Além de capacitação por meio de cursos, cada brigadista será beneficiado com uma gratificação mensal no valor de R$ 250,00.

“As ações desses brigadistas precisam ser valorizadas e consideradas de grande relevância pública”, destaca a Prefeita. “Além do trabalho diário que realizam, em função do cargo, muitas vezes trabalham mais oito ou dez horas de forma voluntária no combate aos inúmeros incêndios que há em nossa zona rural”, completou.

A partir de agora, com o projeto, o Governo Municipal fica autorizado a firmar convênio de cooperação mútua junto a Polícia Militar por meio do Corpo de Bombeiros, para que esta instituição possa treinar os brigadistas castilhenses.

Messias Donega, brigadista atuante, ficou entusiasmado com o projeto. “Por meio do nosso interlocutor Fabiano Teno quero agrader a Prefeita Fátima e parabenizar os vereadores pela aprovação.

Com certeza todos brigadistas ficarão mais motivados.”, comentou. Edmilson Nóia de Alencar, popular Mirim, é outro brigadista também satisfeito com o benefício. “Isso é muito importante pra nós por que desde quando existe a brigada é a primeira vez que estamos sendo reconhecidos”.

Com este projeto, a Brigada Municipal pode ser composta por no máximo 10 pessoas. O servidor interessado deverá entrar com requerimento fornecido pelo departamento de Recursos Humanos, direcionado a Secretaria de Agricultura e Abastecimento.

Entre outras exigências, para ser brigadista será considerado habilitado o servidor que for aprovado mediante avaliação técnica do Corpo de Bombeiros. Também será obrigatório que o mesmo participe de todos os cursos oferecidos referente a sua atuação, sob pena de ser excluído Brigada.

Em todas ocorrências que forem atuar será preciso que o brigadista compareça uniformizado para que o mesmo seja identificado no local. Quando for destituído da função deverá devolver o EPI - Equipamento de Proteção Individual e uniforme de sua responsabilidade.

Criada há quase dez anos, a Brigada ficará agora sob responsabilidade da Secretaria de Agricultura e Abastecimento que deverá acompanhar os servidores membros desde sua constituição, treinamento, formação pelo Corpo de Bombeiros e a sua manutenção.

Também caberá a Agricultura proporcionar treinamento a Brigada em teoria e prática de incêndio, bem como exercícios simulados; treinamento em teoria e prática de primeiros socorros; comprar, entregar, controlar e dar treinamento referente a EPI – Equipamento de Proteção Individual e uniforme; além de disponibilizar caminhão pipa para dar o primeiro atendimento na ocorrência.

“Quero destacar que mesmo na condição de voluntários da brigada de Castilho, incansavelmente, eles tornaram defensor de grandes causas, extrapolando os limites da força humana para salvar vidas: fauna, flora e humana”, reconhece Fátima Nascimento.

“Ainda mais agora nesse tempo da pandemia, são eles que vem amenizando e trazendo esperanças à comunidade, higienizando as ruas e avenidas da nossa Castilho, propiciando bem estar físico, psicológico e social. Daí a necessidade de possibilitar a gratificação à estes anjos de uma asa”, concluiu a Prefeita.