Quarta-Feira, 11 de Dezembro de 2019
 

Nova Independência lidera ranking regional de Gestão Fiscal pelo 2º ano consecutivo

Análise divulgada esta semana pelo Índice Firjan mantém município próximo ao nível de Excelência. Pereira Barreto tem o 2º melhor desempenho

Nova Independência - Pelo segundo ano consecutivo, o município de Nova Independência foi aclamado como um dos governos municipais mais bem administrados do país, superando (e muito) outras grandes cidades da região. Esta afirmação é baseada nos dados mais recentes divulgados pelo Índice FIRJAN de Gestão Fiscal (IFGF) - um estudo anual construído com base em estatísticas financeiras oficias, que são disponibilizada pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN), um órgão oficial do Ministério da Economia do Brasil.

De acordo com análise completa feita pelo órgão sobre a gestão fiscal de 5.337 municípios brasileiros, Nova Independência é simplesmente a 483ª cidade mais bem administrada do país. No cenário Estadual, o desempenho é igualmente impressionante: o Município ocupa a 78ª posição e, na região, é, pelo segundo ano consecutivo, a 1ª no ranking de Boa Gestão Fiscal entre as 08 cidades analisadas por nossa reportagem.

Uma análise minuciosa dos dados divulgados revela que a grande maioria destas 08 cidades, apresenta dificuldade principalmente para iniciar novos investimentos. Em contrapartida, elas também demonstram estar em dificuldades, em parte, devido aos gastos elevados com a folha de pagamento do funcionalismo público e a baixa liquidez de seus Municípios. Estes também são problemas encontrados em Nova Independência, mas lá, os índices apurados nos anos de 2016 e 2017, indicam que a Administração está contornando o problema.

A boa gestão do Município independentino favoreceu a prefeita Thauana Duarte naquela que é apontada como a maior dificuldade das prefeituras analisadas nesta reportagem: a capacidade de realizar Novos Investimentos. Neste quesito, Nova Independência é a única cidade dentre as 08 estudadas por nossa reportagem a registrar Excelência na gestão, com índice de 0,95. De acordo com os critérios do Firjan, apenas as cidades com índice superior a 0,8 em qualquer quesito são consideradas Excelentes no mesmo.

“O desafio de todo e qualquer administrador público, independente do tamanho ou da arrecadação de seu Município, é gerenciar o dinheiro do contribuinte com perspicácia, priorizando Educação e Saúde, sem deixar de lado o bem estar, o lazer, a cultura e condições dignas de trabalho para os servidores.

Felizmente conseguimos introduzir um sistema administrativo enxuto e eficiente que tem nos possibilitado manter os investimentos sem comprometer a qualidade dos serviços prestados à população. Este resultado positivo, pelo segundo ano seguido, mostra que estamos no caminho certo e que Nova Independência encontrou seu rumo junto ao progresso e à estabilidade”, comentou Thauana em entrevista exclusiva à nossa reportagem.

Análise regional do índice FIRJAN de Gestão Fiscal:

Nova Independência – Índice 2018 – 0,72 – Posição no Ranking Regional – 1º - Posição no Ranking Estadual – 78º - Posição no Ranking Nacional – 483º - Evolução ou involução comparativo com – 2016 – 0,54 – 2017 – 0,72.

Pereira Barreto - Índice 2018 – 0,66 - Posição no Ranking Regional – 2º - Posição no Ranking Estadual – 154º - Posição no Ranking Nacional – 881º - Evolução ou involução comparativo com – 2016 – 0,55 – 2017 – 0,63.

Guaraçaí - Índice 2018 – 0,64 - Posição no Ranking Regional – 3º - Posição no Ranking Estadual – 188º - Posição no Ranking Estadual – 1039º - Evolução ou involução comparativo com – 2016 – 0,52 – 2017 – 0,46.

Andradina - Índice 2018 – 0,64 - Posição no Ranking Regional – 4º - Posição no Ranking Estadual – 189º - Posição no Ranking Estadual – 1046º - Evolução ou involução comparativo com – 2016 – 0,62 – 2017 – 0.58.

Ilha Solteira - Índice 2018 – 0,61 - Posição no Ranking Regional – 5º - Posição no Ranking Estadual – 232º - Posição no Ranking Nacional – 1240º - Evolução ou involução comparativo com – 2016 – 0,54 – 2017 – 0,41.

Castilho - Índice 2018 – 0,60 - Posição no Ranking Regional – 6º - Posição no Ranking Estadual – 255º - Posição no Ranking Nacional – 1360º - Evolução ou involução comparativo com – 2016 – 0,65 – 2017 – 0,54.

Itapura - Índice 2018 – 0,44 - Posição no Ranking Regional – 7º - Posição no Ranking Estadual – 496º - Posição no Ranking Nacional – 2782º - Evolução ou involução comparativo com – 2016 – 0,22 – 2017 – 0,41.

Murutinga do Sul - Índice 2018 – 0,03 - Posição no Ranking Regional – 8º - Posição no Ranking Estadual – 631º - Posição no Ranking Nacional – 5309º - Evolução ou involução comparativo com – 2016 – 0,28 – 2017 – 0,06.

Fonte: https://www.firjan.com.br/ifgf/consulta-ao-indice/ (Base de dados: 2018).