Sábado, 25 de Maio de 2019
 

CPS e Volkswagen firmam parceria para mais uma turma do P-Tech

Diretora-superintendente do CPS, Laura Laganá (ao microfone), durante a cerimônia de lançamento da parceria

Alunos da Etec de São Caetano do Sul terão 200 horas de experiências dentro da multinacional e prioridade para contratação no programa de estágio

Centro Paula Souza (CPS) e Volkswagen anunciaram na terça-feira (14) parceria para implantação de mais uma turma do curso de Articulação dos Ensinos Médio-Técnico e Superior (AMS), na Escola Técnica Estadual (Etec) Jorge Street, localizada em São Caetano do Sul.

Baseada no modelo internacional P-Tech, a modalidade consolida a meta institucional de estar cada vez mais perto do setor produtivo, articulando as formações profissionais com as necessidades dos mercados regionais. O evento de lançamento da parceria foi realizado na Faculdade de Tecnologia do Estado (Fatec) São Caetano do Sul.

O programa P-Tech possibilita que o estudante complete em cinco anos os Ensinos Médio, Técnico e superior Tecnológico – atualmente, são necessários seis anos. Outro diferencial é a oportunidade de fazer 200 horas de experiências dentro de empresas do setor de tecnologia, somadas às três mil horas regulares do curso.

Na turma da Etec Jorge Street, os 40 estudantes poderão vivenciar na fábrica Anchieta da Volkswagen, em São Bernardo do Campo, práticas profissionais, realizadas nos três anos iniciais do curso. Conhecerão as áreas de tecnologia da informação e desenvolvimento de produto, as inovações da Indústria 4.0 aplicadas ao processo produtivo, o Laboratório de Protótipo Virtual e tecnologias avançadas como o Manual Cognitivo dos modelos Virtus e T-Cross, entre outros.

“Esse novo modelo de ensino possibilita que os alunos apliquem no ambiente real de trabalho a teoria que aprendem em sala de aula. É a maneira mais eficiente de oferecer uma formação profissional que acompanhe as necessidades e inovações do setor produtivo”, afirma a diretora-superintendente do Centro Paula Souza, Laura Laganá.

Oportunidade de estágio

Os estudantes também receberão o apoio de profissionais da Volkswagen do Brasil, que atuarão como mentores no projeto. Os jovens formados no P-Tech terão prioridade para contratação pelo programa de estágio da empresa.

“Vivemos hoje na indústria automotiva uma verdadeira revolução tecnológica, com carros e processos cada vez mais conectados. Queremos preparar as pessoas para esta nova era, contribuindo com a formação de profissionais capacitados para a transformação digital”, afirmou a gerente executiva de Recursos Humanos da Volkswagen do Brasil, Raquel Laranjeira, ex-aluna do curso técnico de Eletrônica da Etec Lauro Gomes, de São Bernardo do Campo.

Mais turmas

As outras duas turmas do curso foram implantadas em parceria com a IBM nas Faculdades de Tecnologia do Estado (Fatecs) Americana, na Região de Campinas; Zona Leste, na Capital, também com 40 vagas em cada unidade.

Assim como em São Caetano do Sul, o ingresso dos estudantes ocorre pelo Ensino Médio com Habilitação Técnica Profissional em Desenvolvimento de Sistemas. Ao concluir o ciclo de três anos, o aluno poderá completar o curso superior tecnológico de Análise e Desenvolvimento de Sistemas com mais dois anos de estudo. Desta forma, eles aprendem uma profissão técnica, vivenciam a experiência profissional, e ingressam no ensino superior na Fatec para aprofundar seus conhecimentos.

"A tecnologia está presente em todos os setores e devemos agir para desenvolver a futura força de trabalho", afirma o presidente da IBM Brasil, Tonny Martins. "Estamos animados em ter a Volkswagen implementando esse programa inovador conosco e incentivamos outras empresas a replicar o modelo P-Tech e apoiar a formação de profissionais do século 21."

O processo seletivo para o curso é anual, por meio do Vestibulinho para o primeiro semestre das Etecs.

Sobre o Centro Paula Souza – Autarquia do Governo do Estado de São Paulo vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, o Centro Paula Souza administra as Faculdades de Tecnologia (Fatecs) e as Escolas Técnicas (Etecs) estaduais, além das classes descentralizadas – unidades que funcionam com um ou mais cursos técnicos ou integrados, sob a supervisão de uma Etec –, em cerca de 300 municípios paulistas.

Nas Etecs, o número de matriculados nos Ensinos Médio, Técnico integrado ao Médio e no Ensino Técnico ultrapassa 213 mil estudantes. As Fatecs atendem mais de 84 mil alunos nos cursos de graduação tecnológica.