Quarta-Feira, 11 de Dezembro de 2019
 

Chocolate com Pimenta - Márcia Canevari

Jornalista detona Rodrigo Maia

“É o medo de ser denunciado por corrupção”. O jornalista José Roberto Guzzo, mais conhecido como JR Guzzo explicou, via Twitter, qual o motivo para Rodrigo Maia estar atrasando a votação do pacote anticrime de Sergio Moro.

Disse ele

“O problema de Rodrigo Maia, e de 9 entre 10 políticos brasileiros, é o medo de serem denunciados por corrupção. É por isso que são contra o projeto anti-crime de Sérgio Moro. Falam em “articulação política”, mas o que estão fazendo é chantagem para ganhar direito à impunidade.” Se não for verdade, Rodrigo Maia deveria acelerar logo essa votação, pois é nisso que a população brasileira acredita.

Redes sociais

Detonaram Rodrigo Maia e a comparação é uma continha simples assim: 57 milhões de brasileiros elegeram Bolsonaro pedindo mudanças, Rodrigo Maia foi reeleito com 70 mil votos e com certeza não vai conseguir sentar em cima da vontade do povo.

Desembargador que soltou Temer ficou sete anos afastado do cargo

Durante sessão em 2017, Antonio Athié comparou propina com gorjeta. O desembargador federal Antonio Ivan Athié, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2), foi responsável pela soltura do ex-presidente Michel Temer, do ex-ministro Moreira Franco e de João Baptista Lima Filho, o coronel Lima.

Athié é presidente

Da primeira turma especializada em direito penal, previdenciário e da propriedade industrial. O julgamento do habeas corpus dos acusados estava na pauta da sessão da quarta-feira, 27. Athié é relator do caso. Os encontros da primeira turma do TRF-2 são semanais às quartas, compostos por Athié, Paulo Espírito Santo e Abel Gomes.

Athié ficou afastado do cargo

Durante sete anos, por ter sido alvo de uma ação do Superior Tribunal de Justiça sob acusação de estelionato e formação de quadrilha, em 2004. Um inquérito contra ele, com as mesmas acusações, foi arquivado em 2008 pelo STJ a pedido do Ministério Público Federal. O órgão alegou não ter encontrado provas a respeito de Athié ter proferido sentenças em conluio com advogados. Ele retomou às atividades em 2011, após decisão do STJ.

O habeas corpus

encaminhado ao Supremo Tribunal Federal pela defesa de Athié foi acatado em 2013 para trancar a ação contra o desembargador. Os votos em colegiado de Athié também são polêmicos. A primeira turma do TRF-2 é responsável pelo julgamento da Operação Pripyat, desdobramento da Lava Jato no Rio responsável pelas investigações referentes à Eletronuclear.

Athié era relator

do processo contra o ex-presidente da companhia Othon Luiz Pinheiro e votou favoravelmente para revogar a prisão preventiva do empresário, determinada pelo juiz Marcelo Bretas.

Foi nessa sessão que ele comparou propina com gorjeta

“Nós temos que começar a rever essas investigações. Agora, tudo é propina. Será que não é hora de admitirmos que parte desse dinheiro foi apenas uma gratificação, uma gorjeta? A palavra propina vem do espanhol. Significa gorjeta”, justificou.

Athié também envolveu-se em polêmicas

Referente ao bicheiro Carlinhos Cachoeira e o ex-presidente da construtora Delta Fernando Cavendish, sob acusações de lavagem de dinheiro. O Ministério Público Federal solicitou o afastamento de Athié do caso após ter concedido habeas corpus aos investigados. Antes que a decisão fosse tomada, o desembargador declarou-se impedido. O MPF alegou que Athié é amigo do advogado de Cavendish, Técio Lins e Silva.

Em dezembro de 2016

A ex-primeira dama do Rio de Janeiro Adriana Ancelmo, mulher do ex-governador Sérgio Cabral, ainda estava detida. Athié foi o único desembargador que defendeu prisão domiciliar para Adriana, sob a justificativa de que ela deveria cuidar dos filhos.

Em março de 2017

Bretas concedeu prisão domiciliar à ex-primeira dama e em agosto do ano passado, ela foi liberada da prisão domiciliar também por Bretas.

Jornalista Augusto Nunes diz que Gilmar Mendes está assustado

Gilmar Mendes vem sofrendo fortes ataques por parte do Senador Jorge Kajuru e as provas contra o Ministro do STF estão aparecendo. Isso tudo causou um levante nas redes sociais e Gilmar Mendes sequer está podendo sair as ruas, pois a população o detona onde quer que esteja.

E o povo quer a Operação Lava Toga no STF

Na semana passada houve manifestações em todo país contra as ações do STF e a coisa não para por ai, a revolta da população vem crescendo contra o STF, a Câmara dos Deputados e até mesmo contra o Senado Federal.

Mércia Gomes‏

Aqui em BH hoje foi só um ensaio...vai ter mais...o povo não está brincando...lugar de bandidos é na cadeia...o povo Brasileiro não é pão com mortadela...vamos acabar com a farra.

Rick Fernandez

Vamos juntos mudar o Brasil, um cabo um soldado e uma nação contra esse STF vergonhoso!

Esiane Bueno

Como sempre perfeito e sem medo de dizer o que todos nós pensamos! É um prazer te acompanhar diariamente!

Henrique Brigatte

Bravo, Augusto! Gilmar Mendes e demais comparsas que estão no STF para proteger bandidos, em vez de condená-los: agora chegou a hora de as ruas mirarem em vocês. O Brasil de bem já levanta a bandeira: Fora do STF todos os defensores de corruptos #BrasilNasRuas.

Serle

Assustado mas fazendo as barbaridades. O povo já está cheio desse homem. Saindo agora para a manifestação em Floripa!! Não podemos nos acovardar.

Vera Fonseca

Grande Augusto Nunes! Um dos poucos (contados apenas com os dedos de uma das mãos) que fazem juz ao título de jornalista! É só cortar o orçamento do STF em 50%, que eles param de trabalhar contra os brasileiros.

Prof. Denis A. F. de Araujo‏

Esse é o nosso sonho de consumo, mas por enquanto eu me contento com cortar a metade das asas desses 11 palhaços togados fantasiados de vampiros.

Boca de Encrenca

Gilmar Mendes não está nem aí para ninguém! Vale aquele acordo entre eles: você não me julga que eu seguro o teu impeachment!

pcmagdal‏ @pcmagdal

Conheço esse filme, começa com uma pequena onda e vira tsunami. A paciência esgotou. Se isso não for o fim para certos ministros então,com certeza, é o começo do fim.

Andrea

Não somente ele, caro Augusto, mas aquela decisão esdrúxula do ex-advogado do PT leva a crer que muitos lá estão com medo do que a continuidade das investigações pode revelar...

Oipanue

Cada juiz do STF tem direito a onze mil mensais em auxílio aluguel. O custeio dessa Côrte é aberração na veia. Não vejo incoerência em Regina Duarte pedir a extinção. Não faz falta. Apenas assustado não resolve nada, tem que ser correto, coisa que ele deixou de ser há muito.

Loulair Harton‏

Vamos começar a nos articular com a #OperacaoSchindler para salvar os processados pelo Toffoli em sua lei da mordaça. STF abaixo de todos!

Vilson Duarte

Parabéns Augusto. Temos que colocar este lixo, este energúmeno no seu devido lugar, que por sinal o fim deve ser na cadeia. Tem que assustar mesmo. Será atacado de todas as formas lícitas.

Nina B17‏

Sabe aquela idéia: a pessoa mente, e você acusa "você mentiu!!!" E ela vem com 10 pedras ? Gilmar tem nome sujo e ataca a PF como fez com a lava-jato; o Jean Willis pode ser o mandante do atentado ao Presidente Bolsobaro, pois ataca o Governo de forma tão absurda... Aí tem! Voltamos as ruas pra lavar a jato as togas podres do STF desacreditado e desmoralizado!!!

Janice Pinheiro

Augusto falou por todos nós que somos cidadãos honestos e cansados de tanta arrogância/desmandos desse desprezível. Ao menos Augusto Nunes se salva atualmente no manancial de loroteiros que assola a Jovem Pan. Lúcido e independente. Vai durar?

#apoioaLavaJato‏ @Pro_Fer_CWB

É porque ele já conquistou suas posições no jornalismo. O ego já está brando. Ao contrário de outros, que viraram apenas belo par de olhos azuis. Esse mesmo que jogou para torcidas diversas, usando como desculpa a “imparcialidade”: a gente sabe.

Rodrigues Junior (JR)‏ @RJuniorSP

Augusto, cada vez mais admiro jornalistas como você. Um alento ouvir suas análises. Gostaria de saber o que passa pela cabeça truculenta do Ministro ao ouvir estas verdades. Será que está mesmo assustado ou continua desdenhando do contribuinte que paga seu salário e regalias.

Bolsonaro pode dar golpe para fechar Congresso e Supremo, diz Capelli

O jornalista Ricardo Cappelli faz um grave alerta aos democratas brasileiros: “Bolsonaro cogita dar golpe, com apoio de militares, para fechar o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal.

Blog do Esmael

“Nunca levei a sério a possibilidade de fechamento democrático. Mudei de opinião esta semana”, diz o articulista em mensagem ao Blog do Esmael.

Bolsonaro tem noção

Analistas políticos passaram os últimos dias dizendo que Bolsonaro é “louco”, “inepto”, um “sem noção”. Será? Vamos analisar os fatos com frieza.

Rodrigo Maia

Convida Bolsonaro para um almoço com Toffoli e Alcolumbre. O presidente aceita o convite, mas leva com ele 14 ministros. É uma prática manjada em Brasília. Quando você não quer conversar, mas não quer ser deselegante, você enche a sala de pessoas. Se o principal projeto é a reforma da previdência, faz sentido implodir uma reunião com os comandantes do processo?

Vamos seguir os sinais

Moro fica irritado com a decisão de Maia de adiar a análise de seu pacote anticrime. Faz cobranças. O presidente da Câmara reage chamando o ex-juiz de “funcionário de Bolsonaro” e desqualificando o “copia e cola” do ministro da Justiça.

O que faz Moro?

Solta uma nota e dobra o ataque ao Congresso: “Talvez alguns entendam que o combate ao crime pode ser adiado indefinidamente, mas o povo brasileiro não aguenta mais.” Carlos Bolsonaro sai na defesa do ex-juiz e ataca Maia nas redes.

Nos EUA

O “guru” Olavo de Carvalho chama Mourão – que vinha sinalizando moderação e entendimento – de idiota. Bolsonaro leva Olavo e Bannon para reuniões na terra do Tio Sam.

Temer é preso

Segundo Bolsonaro, “acordos políticos feitos em nome da governabilidade” levaram Michel e Moreira para o xilindró. A prisão do ex-presidente é acompanhada de uma ofensiva nas redes contra o STF. Ela foi uma evidente reação – novamente arbitrária e ilegal – da Lava Jato às suas derrotas recentes na Suprema Corte.

A República de Curitiba resolveu mostrar quem manda

Acompanhando Bolsonaro no exterior, Felipe Martins, assessor da presidência da República, é claro e direto. Defende nas redes a união da ala “anti-establishment” do governo, a mobilização popular, a “quebra da velha política” e a Lava Jato.

Surgem sinais preocupantes na caserna

Circula a informação que o ministro da Defesa, tido como moderado, resolveu condecorar o “Torquemada” Deltan Dallagnol.

A proposta de reforma da previdência dos militares

É uma peça de ficção. A economia de 1 bilhão por ano é irrisória. A proposta é acompanhada de uma reorganização das carreiras, privilegiando os mais graduados. Descuido? Trapalhada?

O mercado fica apavorado

Com a briga de rua entre Bolsonaro e Rodrigo Maia. O “Botafogo” foi chamado de namoradinha de beicinho pelo Capitão. A crise escala. Demonizaram a política e desestabilizaram a democracia. Esperavam o quê?

O Capitão vota no Congresso?

Os generais votam? O MPF vota? De quem é o dever constitucional de aprovar leis? O executivo encaminha a proposta, mas quem vota?

A derrota na previdência

E o caos financeiro pode ser o “pretexto final”. Bolsonaro já disse que não gostaria de fazer a reforma. Os militares são contra. As corporações da Lava jato, elite do funcionalismo público, idem.

Que tal o desemprego subindov A miséria aumentando e a culpa do caos ser dos políticos que só pensam nos seus próprios interesses e de ministros do STF que “vivem de soltar corruptos”?

A aliança

Entre a turma Olavo-Bannon, militares e Lava Jato está emparedando o STF e o Congresso. Rodrigo Maia parece iludido. Ainda não percebeu que ele e seus amigos do Centrão são os inimigos, os próximos na fila do Dr. Bretas.

Se a reforma não passar

A aliança entre o mercado e os grandes grupos de mídia vai tentar derrubar Bolsonaro. O Capitão vai reagir. Pode até cair descartado como excesso indesejável, mas nenhum país resiste a tanta instabilidade.

Diante do caos

Ficando ou caindo, diante do caos, as condições para um fechamento democrático estarão dadas. Quem empurrou o Brasil para esta situação talvez não tivesse noção do que fazia.

Bolsonaro está sendo coerente

Tem noção do que faz. Veio para destruir um sistema político definido como “velho e podre” por Merval Pereira e sua trupe. A gravidade do momento exige que liberais e socialistas, democratas e ativistas de todas as matizes sentem e conversem. A democracia está derretendo no Brasil. (Ricardo Capelli – jornalista/Maranhão).”

Ricardo Capelli

Se esse jornalista estiver correto, a democracia não será derretida, mas sim restaurada no Brasil. Se for preciso destituir o atual STF para ser reformulado por juízes concursados, ótimo, pois nenhum deles teria o rabo preso como tem atualmente. Capelli deveria se preocupar na prestação de contas da UNE, que está em atraso há mais de 10 anos no Tribunal de Contas.

Bom dia, leitor!