Sexta-Feira, 17 de Agosto de 2018
 

Programa de troca óleo coletou mais de 500 litros do produto em Janeiro

Participantes do programa retiram um litro novo de óleo de cozinha a cada 4 litros usados que são devolvidos

Pereira Barreto - A Prefeitura da Estância Turística de Pereira Barreto desenvolve um programa junto à população, em que os munícipes podem levar este óleo usado até os pontos de coleta e receber um litro novo de óleo. A cada 4 litros óleo entregues no postos de coleta, 1 litro novo é dado ao cidadão. O óleo de cozinha utilizado nas residências pode representar um grande perigo para o meio ambiente se não for descartado corretamente. No mês de Janeiro, a Prefeitura Municipal coletou 500 litros de óleo usado através do programa.

Para viabilizar o programa foram criados dois pontos de troca permanente no município, um na Secretaria Municipal de Assistência Social e outro na Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente. A ação é uma parceria entre a Prefeitura Municipal e empresa Granol, que produz e comercializa grãos, farelos, óleos vegetais e biodiesel.

Qualquer cidadão pode participar do programa, basta ir até um dos locais de coleta, e lá retirar um cupom, que dá direito ao novo litro de óleo, que deve ser retirado no local. O importante é destacar que o óleo usado não pode ter mistura de água. O óleo misturado na água são recusados pela empresa na hora do recolhimento.

O óleo de cozinha, quando retido no encanamento, causa entupimento das tubulações e faz com que seja necessária a aplicação de diversos de produtos químicos para a sua remoção. Se não existir um sistema de tratamento de esgoto, o óleo acaba se espalhando na superfície dos rios e das represas, contaminando a água e prejudicando a vida de muitas espécies que vivem nesses habitats.

Dados apontam que com um litro de óleo é possível contaminar 20 mil litros de água. Se acabar no solo, o líquido pode impermeabilizá-lo, o que contribui com enchentes e alagamentos. Além disso, quando entra em processo de decomposição, o óleo libera o gás metano que, além do mau cheiro, agrava o efeito estufa.

O Prefeito Joãozinho destaca que o programa é fundamental para todos os envolvidos no programa: “o programa prevê a coleta e destinação final adequada do óleo de cozinha. O óleo reaproveitado pode ser utilizado na produção de diversos outros produtos, dessa forma ganha o cidadão, que recebe óleo novo e acaba economizando na compra desse item fundamental, ganha o município, que cumpre suas metas ambientais pontuando no Programa Município VerdeAzul, beneficia a empresa que recebe matéria-prima, e principalmente, ganha o meio ambiente que não é contaminado” destacou o Chefe do Executivo Municipal.