Quarta-Feira, 20 de Março de 2019
 

Comunidade Católica: Campanha da Fraternidade já é discutida

Guaraçaí - No último domingo representantes das comunidades da Igreja Católica de toda região de Andradina que integram a Diocese de Araçatuba, participaram de um encontro na paróquia Nossa Senhora Aparecida, do padre Fernando, para discutirem os preparativos para o desenvolvimento da Campanha da Fraternidade de 2014. Tradicionalmente esse campanha se realiza durante o período de quarenta dias que antecede a Páscoa, também chamado de Quaresma.

O lançamento da campanha será na quarta-feira de cinzas, logo depois do Carnaval. Esse ano o lema da campanha será “Para Liberdade que Cristo nos Libertou”. A frase é o primeiro versículo do Capítulo 5 da Carta aos Gálatas. O tema será :”Fraternidade e Tráfico Humano”.

“O tráfico humano é o cerceamento da liberdade e do desprezo da dignidade dos filhos e filhas de Deus. Os criminosos desse tráfico exploram pessoas em várias atividades: construção, confecção, entretenimento, sexo, serviços agrícolas e domésticos, adoções ilegais, remoção e órgãos e outras. As vítimas geralmente são aliciadas em falsas promessas de melhores condições de vida em outras cidades ou países”. Esse texto é parte do conteúdo básico de estudo que está sendo distribuído às igrejas pela CNBB- Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, principal promotora das Campanhas da Fraternidade.

Na região de Andradina, caberá aos ministros e integrantes das pastorais católicas, contextualizarem o tema para a realidade local. Segundo informações dos religiosos, a prática de trabalho semi-escravo e a exploração sexual é uma das práticas de desrespeito à dignidade humana na região. Durante a Campanha da Fraternidade desse ano, a Igreja vai estimular os fiéis a denunciarem essas práticas e a trabalharem na libertação das pessoas envolvidas.