Quinta-Feira, 17 de Outubro de 2019
 

Prefeita Fátima Nascimento assina convênio para iniciar construção de outras 128 casas

Castilho – A Prefeita Fátima Nascimento acaba de assinar mais um convênio junto ao governador do Estado, João Dória, em prol das famílias castilhenses. Além das 124 casas populares em construção, a Prefeita garantiu outras 128 unidades que serão construídas via CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano), por meio do programa Nossa Casa. O programa foi lançado na tarde de quarta-feira, 25, de setembro, no Palácio do Bandeirantes, ocasião em que a Chefe do Executivo castilhense se faz presente.

“Estou aqui empenhada por mais essa conquista e na busca de realizar o sonho da casa própria de outras dezenas de famílias. Está na constituição que a moradia é um direito de todos e é meu dever lutar para que nossos castilhenses tenham seus direitos atendidos”, destacou a Prefeita Fátima.

O termo de adesão ao programa foi assinado em conjunto com o diretor técnico da CDHU, Aguinaldo Lopes Quintana Neto, bem como com o diretor presidente do órgão, Reinaldo Iapequino.

Conforme o contrato assinado, a seleção das famílias que serão beneficiadas ficará a cargo da própria CDHU, com apoio do município. Quanto aos critérios de enquadramento das famílias a serem atendidas, o governo fará as devidas analises em duas fases. Na primeira, durante processo de inscrição e montagem de dossiê, serão analisados pela CDHU se os beneficiários seguem os critérios estabelecidos em edital. Os que não se enquadrarem já serão excluídos nessa fase. Exemplo, caso ficar confirmado que a pessoa já havia sido contemplada por casas populares em outras oportunidades e as vendeu.

A segunda fase será analisada pela Caixa Econômica Federal com quem as famílias contempladas em sorteio assinarão o contrato. Quanto a renda exigida para firmar o financiamento junto a Caixa é preciso que o pretenso candidato comprove renda bruta familiar entre R$ 1.200,00 a R$ 5.817,75. O que representa ganhos de até cinco salários mínimos.

Pelo convênio firmado entre a Prefeita Fátima Nascimento e o Governo, as 128 casas serão sorteadas da seguinte forma: seis casas (05%) serão destinadas para pessoas idosas com 60 anos ou mais. Nove casas (07%) serão para pessoas com deficiência ou de cuja família façam parte pessoas com deficiência. Cinco moradias (04%) serão para policiais Militar, Civil ou Agentes que trabalham em Presídios. Quatro casas (03%) serão para indivíduos que residam só. E as demais para o público em geral.