Quarta-Feira, 20 de Março de 2019
 

Ponto MIS de Ilha Solteira atende mais de 600 pessoas em 2018

Ilha Solteira - O Ponto MIS de Ilha Solteira, parte do programa Pontos MIS do Museu da Imagem e do Som de São Paulo, atendeu mais de 600 pessoas na cidade ao longo do ano de 2018. O projeto, que é realizado no município em parceria com a Prefeitura Municipal de Ilha Solteira, por meio do Departamento de Cultura, e com a Fundação Cultural de Ilha Solteira, promove exibições gratuitas de filmes e oficinas audiovisuais.

Neste ano, o Ponto MIS promoveu sessões de cinema todas as quartas-feiras no Cine Paiaguás, entre os meses de abril a dezembro. Foram 38 longas-metragens exibidos, entre filmes nacionais e internacionais. A novidade deste ano foi a realização de festivais temáticos, com uma programação de filmes mensal. Os que atraíram mais público foram o Festival do Cinema Nacional, realizado em abril, e o Festival Cinema e Diversidade, de temática LGBT, que aconteceu no mês de agosto. Ao todo, cerca de 500 pessoas passaram pelo Cine Paiaguás para assistir aos filmes do Ponto MIS ao longo do ano.

Além disso, o Ponto MIS de Ilha Solteira promoveu oficinas gratuitas audiovisuais esporádicas na Biblioteca Municipal Assis Chateaubriand. Foram cinco oficinas, sendo três voltadas para o cinema e duas de fotografia. O programa também promoveu duas palestras sobre televisão no ciclo “Narrativas da TV”, composta por uma palestra sobre a série “Black Mirror” e outra sobre a teledramaturgia brasileira. Ao todo, as atividades formativas do Ponto MIS atraíram cerca de 100 pessoas.

Em 2019, o Ponto MIS continuará promovendo uma programação gratuita, trazendo novos filmes e oficinas audiovisuais. O objetivo do programa é promover o acesso ao cinema e estimular a produção audiovisual na cidade.