Quarta-Feira, 22 de Novembro de 2017
 

Revisão do eleitorado de Nova Independência termina no final de novembro

Nova Independência - O Governo Municipal de Nova Independência por meio de sua Assessoria de Comunicação comunica aos eleitores que ainda não fizeram o recadastramento eleitoral no município devem fazer urgentemente. A revisão do eleitorado é obrigatória com coleta de dados biométricos e o prazo termina no final deste mês de novembro.

Para poder fazer a revisão é muito fácil, basta que o eleitor inscrito na cidade até o dia 4 de maio de 2016 vá ao posto de atendimento do cartório eleitoral que foi instalado na av. Nosso Senhor do Bonfim, nº 340, no prédio do Neo Cine, que fica localizado ao lado da rodoviária, na área central da cidade paraefetuar a revisão com um dos agentes, quem não fizer terá o título cancelado, portanto é de suma importância o comparecimento de todos.

Vale lembrar que os eleitores que se inscreveu no município ou transferiu o seu título após 4 de maio de 2016 não precisa comparecer.

Atendimento

O eleitor deve agendar seu atendimento no site do TER (www.tre-sp.jus.br/eleitor/agendamento-titulo-eleitoral-3) e levar documento oficial de identificação com foto, comprovante de residência recente e título, caso tenha.

O endereço do Cartório Eleitoral em Andradina (9ª Zona Eleitoral), é rua Iguaçu, 589 e o horário de atendimento tanto em Andradina bem como em Nova Independência é das 12 às 18 horas.

A revisão foi determinada pelo Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) e é procedimento que atende o art. 71, § 4º, do Código Eleitoral (Lei 4.737/65).

O TRE-SP aproveitou a obrigatoriedade da revisão do eleitorado para realizar o cadastramento biométrico em Nova Independência, que conta com 3.574 eleitores, dos quais menos da metade fizeram a biometria até o momento. O cadastramento está sendo implementado gradativamente no Estado de São Paulo.

Cancelamento de título

A pessoa que tiver o título cancelado fica impedida de praticar certos atos da vida civil, como obter passaporte e CPF, matricular-se em estabelecimento de ensino público, tomar posse em concurso público e obter empréstimo em bancos oficiais.