Terça-Feira, 25 de Fevereiro de 2020
 

Com grande público, Encontro de Folia de Reis marca final de semana em Andradina

Ginásio “Agenor Francisco da Cunha” foi palco da contagiante alegria das folias de reis em Andradina

Andradina - A religiosidade que passa de geração a geração através de uma irmandade que enfrenta todos os desafios da modernidade, transcendendo ano após ano, apresentando nesta época um verdadeiro espetáculo de simbologia e cores nas vestimentas de bebês de menos de um ano aos patriarcas e matriarcas praticamente centenários de Andradina.

Este foi o cenário do Encontro de Folia de Reis realizado pela Secretaria de Cultura do Governo de Andradina na última sexta-feira (17), no Gime - Ginásio Municipal “Agenor Francisco da Cunha” -, levando centenas de famílias, adeptos e simpatizantes desta arte milenar que agrega valores e princípios a história de quem conhece ou acompanha o acontecimento.

As folias Romeiro de Belém, Unidos de Belém, Herdeiros de Belém, Capelinha de Belém, Caminhando para Belém e Renascer de Cristo contagiaram os presentes com suas cantigas e o tradicional batuque acompanhado pela flauta e a dança dos “reis magos” trazendo quase sempre uma criança em seu uniforme tornando o momento mais marcante e emocionante para todos.

A secretária da pasta, Marinalva Pereira e equipe, coordenaram o evento que contou com todo o apoio do Governo Municipal e a presença do vereador, Joaquim Justino (Joaquinzão), dos secretários de Promoção a Cidadania e Direto Humanos, Manoel Messias de Almeida e de Promoção e Assistência Social, Sandra Pereira entre outras autoridades.

“Olhar essa multidão, ver as famílias empenhadas nesta arte ancestral de fé, nos incentiva a trabalhar sempre de alma e coração, com a certeza que a Cultura é um dos principais pilares de formação do ser humano. Como bem diz a prefeita Tamiko Inoue, se trata de um processo educacional contínuo que une lazer e conhecimento, essenciais para qualidade de vida e bem-estar de todos”, disse Marinalva.

Vale lembrar que as folias saíram com suas bandeiras no dia 24 de dezembro tocando seus batuques até a madrugada, cumprindo um ritual de devoção fazendo visitas nos lares da cidade, assentamentos rurais e fazendas, até o dia de Santo Reis, comemorado no dia 06 de janeiro. Logo depois iniciaram as festas de chegada da bandeira com a coroação dos festeiros, passagem pelos arcos e jantar para os foliões, comunidade e pessoas que fizeram suas oferendas.